Iberostar navio Amazônia: Como é se hospedar em um navio na Amazônia?

Depois de conhecer o Anavilhanas, embarcamos no Iberostar Grand Amazon, um navio na Amazônia, para um cruzeiro de 4 dias e 3 noites pelo rio Solimões. Como já tínhamos conhecido o rio negro no hotel, escolhemos fazer o cruzeiro pelo rio Solimões. O Iberostar oferece uma grande oportunidade de passeio pelos rios na Amazônia, um programa único! O Iberostar navio Amazônia é um programa super legal!

O Iberostar segue dois roteiros, pelo rio negro e pelo Solimões. Quem quiser ir para o Rio Solimões, os embarques acontecem sexta feira e o desembarque na segunda feira (3 noites)

Quem quiser fazer o passeio pelo rio negro, o embarque acontece na segunda feira e o desembarque na sexta (4 noites) . Também da para juntar os dois 😊

A primeira impressão não é das melhores. O porto é antigo e bagunçado. Pegamos um taxi para nos deixar na boca do navio. Assim que saímos um funcionário do navio foi nos receber para ajudar com as malas. O embarque começa as 15h e fizemos o check in e fomos direto para o quarto.

 

O barco

O barco Iberostar foi construído em 2005. São 75 cabines e transporta até 150 passageiros. São 73 cabines normais e 2 mais luxuosas.  As cabines “normais” são superconfortáveis, todas possuem varanda, televisão, um bom banheiro e armários.

Como são poucos canais, você pode alugar um dvd na recepção.

Apesar de ser um barco, quase não parece. Não balança nem um pouco e da aquela ajudada na hora de dormir 😊

 

Refeições

As refeições são todas no buffet. Todas as refeições estão incluídas no pacote e as bebidas também. As comidas também são bem brasileiras e bem gostosas!

Programação

O navio Iberostar te oferece uma programação bem interessante para os dias.  As atividades são semelhantes às oferecidas pelo hotel na selva. Passeio de barco, trilhas, pescaria, contemplação do nascer do sol e observação de animais.

Entre os passeios, são oferecidos palestras e filmes sobre a Amazônia.

No último dia, momentos antes de atracar no porto de Manaus, acontece o grande acontecimento: o encontro das aguas. As seis da manhã o navio passa pelo encontro das aguas do Solimões com as do Rio Negro.  O encontro é bem demarcado e da para identificar perfeitamente qual é qual!

 

A viagem é super interessante e vale muito a pena para quem quer conhecer a região. Quem gosta de cruzeiro, pode fazer os dois roteiros seguidos. Quem quiser fazer como eu fiz, juntar um hotel na selva e o Iberostar é uma ótima pedida também 🙂

 

Deixe um comentário

Posts Relacionados